Carga Tributária e Burocracia

Publicado em 14 dezembro 2012

1 comentários


A economia brasileira está vivendo um paradoxo: quase todos os setores conseguiram alcançar, nas últimas duas décadas, níveis muito elevados de produtividade nas suas atividades-fim (aquelas ligadas diretamente à produção dos bens e serviços); apesar do esforço de modernização tecnológica e administrativa, esses mesmos setores vêm perdendo competitividade, seja no mercado internacional, seja no atendimento às próprias demandas internas (supridas, cada vez mais, por produtos importados).


Como já tive oportunidade de destacar em outros tópicos deste blog, os ganhos de produtividade estão perdendo a corrida para a elevação do "Custo Brasil", conjunto de fatores que devora as vantagens obtidas nos processos de fabricação, distribuição e vendas. Volto a esse tema para destacar, desta vez, os dois componentes que considero como sendo os mais danosos dentre todos os fatores englobados no "Custo Brasil", quais sejam, a carga tributária e a burocracia.


Os brasileiros e as empresas que operam no país tiram de seus resultados (salários, rendas e lucros) quase 40% de tudo o que ganham ou produzem, para pagar, na forma de tributos e taxas governamentais, os elevadíssimos custos da máquina pública brasileira. Não há competitividade que resista a custos desta magnitude.


A burocracia parece ter saído definitivamente de controle e pressiona, mais do que qualquer outro fator, a elevação final e persistente do "Custo Brasil". O custo dessa burocracia é altíssimo não só para os cidadãos pagadores de impostos. Ele afeta de modo igualmente grave os resultados das empresas e, por consequência, a sua competitividade final. Já exemplifiquei, neste blog, o impacto da burocracia associada ao licenciamento de obras e à aprovação de projetos, cujos custos já alcançam, em média, 10% do preço final de venda dos imóveis. Esse absurdo decorre do fato de que, em quase todas as regiões do Brasil, essas atividades burocráticas estão demandando tempo da ordem de três anos, uma aberração quando comparado aos 90 dias normalmente gastos nos EUA para a obtenção de todas as licenças e alvarás. Para não fugir ao setor da construção civil, que conheço mais de perto, quero acrescentar outro dado importante nessa exemplificação. Cerca de um terço do pessoal ocupado em uma construtora de grande porte dedica-se, exclusivamente, à luta diária para atender às exigências burocráticas ou às tarefas delas decorrentes, não estando incluídos neste número, os colaboradores dedicados a outras funções administrativas ou de gestão dos procedimentos normalmente exigidos para o funcionamento regular de uma empresa. Não há competitividade que resista a um desperdício desse tamanho.


  • COMPARTILHE:

1 comentários para "Carga Tributária e Burocracia"

GOMES
GOMES disse: 16 dezembro 2012
Parabéns Engº RUBENS MENIN, MD Presidente do GRUPO MRV/MRL,
pelo brilhante trabalho a frente do Grupo.
Somente homens com tamanho "espírito" de empreendedorismo, audácia, garra, e patriotismo, galgam esse status em tão pouco tempo...
Um grande exemplo de Empresário Digno a ser seguido...!

Melhores cumprimentos
GOMES
3G PISOS E CONCRETO ESTAMPADO
Rio de Janeiro - RJ.

Deixe uma resposta O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Renda Per Capita Líquida

Publicado em 08 março 2017

O IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – órgão vinculado ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão – acaba de divulgar os resultados principais das contas nacionais do exercício de 2016, quais sejam, o PIB – Produto Nacional Bruto e seus derivados diretos. O PIB, na realidade, corresponde à soma de todas as riquezas produzidas dentro do território nacional (desconsiderados os recebimentos recebidos do e as remessas enviadas para o exterior). Essa variável inclui...
Leia mais »

2017 vem aí!

Publicado em 29 dezembro 2016

3 comentários

É fácil aferir o sentimento dos brasileiros acerca do ano que está terminando. À medida que se aproxima o dia da virada de exercício, as manifestações, íntimas ou públicas, da grande maioria dos nossos patrícios só variam na forma ou no adjetivo de qualificação, mas, em geral, quase todas convergem para uma constatação fortemente depreciativa: vai-se embora um ano que não deixa saudades! De fato, foi um ano em que vivemos turbulências políticas e desastres econômicos sucessivos, que acabaram...
Leia mais »

Excesso de Justiça Não é Coisa Boa

Publicado em 31 agosto 2016

1 comentários

Existe uma enorme diferença entre uma sociedade estruturada com base em relações justas entre os cidadãos, com a observância geral dos direitos e sem a prepotência imposta pelos mais fortes, e outra em que os mecanismos de Estado utilizados para garantir essas mesmas relações justas e isonômicas são excessivamente exigidos, apresentam-se permanentemente congestionados e funcionam com intensidade além das expectativas razoáveis. Na primeira hipótese, temos uma situação equilibrada e saudável,...
Leia mais »

Juros Altos: Como Enfrentar Esse Inimigo

Publicado em 25 maio 2016

Antes de 1994, quando a URV (Unidade Real de Valor) foi substituída definitivamente pelo Real (a nova moeda que circula até hoje), a inflação era, de longe, o maior inimigo dos brasileiros e de nossa economia. De fato, àquela altura (junho de 1994), a inflação mensal era de 47,43% e a inflação anual alcançava o inacreditável patamar de 4.922%. Ou seja, o preço de todos os bens ou serviços subia quase 50% em um único mês, entre dois recebimentos consecutivos do mesmo salário!  Essa balbúrdia...
Leia mais »

Mazelas da Indústria

Publicado em 13 abril 2016

2 comentários

Os diversos fatores (internos e externos) que concorreram para debilitar a economia brasileira no momento atual combinam-se de maneira diferenciada em sua ação deletéria pelos diversos setores e segmentos. Por isso, algumas atividades acusaram mais rapidamente os seus efeitos. Também por isso, outros segmentos foram afetados mais fortemente. No presente tópico, quero destacar especificamente o comportamento do setor industrial nessa época de crise e alinhavar algumas das características...
Leia mais »