MRV Completa 35 Anos

Publicado em 01 outubro 2014

8 comentários

Hoje é uma data muito importante para a nossa construtora e para todos os que estão ou já estiveram associados às atividades e aos objetivos da companhia. De fato, a MRV estará completando 35 anos de profícua existência e colhendo os resultados de muito esforço, trabalho, perseverança, disciplina, planejamento cuidadoso, continuada inovação tecnológica nos processos de produção e de gestão, crença nos princípios de responsabilidade socioambiental, de respeito a todos os seus "stakeholders" e de conduta ética. Tudo isso é motivo suficiente para muita comemoração e eu não poderia deixar de destacar, neste blog, o transcurso da data.


De início, preciso mencionar o fato de que a nossa empresa situa-se, hoje, entre as maiores construtoras imobiliárias do mundo e, além disso, detém duas posições importantíssimas no cenário nacional: a de ter se transformado na empresa que mais construiu imóveis residenciais no Brasil, em todos os tempos e, também, naquela que reúne atualmente a maior "expertise" para edificação de habitações econômicas no país. Desde a sua fundação até os dias atuais, a construtora escreveu a sua própria história, sendo que muitas dessas páginas coincidiram com crises ou épocas de dificuldades enfrentadas pelo conjunto da economia nacional. No entanto, cada página de dificuldade foi seguida por outra de superação, conforme atestam a nossa posição atual e o crescimento continuado da empresa no período.


Em minha opinião – que expresso na condição privilegiada de quem comandou o empreendimento ao longo de todos os 35 anos desta história – esses resultados de êxito empresarial não aconteceram por acaso. Com efeito, boa parte desse êxito – senão a sua totalidade – resultou da adoção de alguns princípios especiais de organização e gestão, que perseguimos obstinadamente. Sempre acreditamos em um propósito e em um método, ambos prioritários e inegociáveis. O propósito era o de nos constituirmos, com o tempo, em uma construtora com o porte, a competência e os meios necessários para exercer o papel de agente de transformação, focado na mitigação do déficit habitacional brasileiro. O método consistiu na opção inarredável da busca do crescimento orgânico, ou seja, aquele propiciado pelo incremento paulatino da capacidade e dos negócios existentes no âmbito interno da própria construtora, sem o recurso usual da compra de empresas concorrentes ou parceiras. Esse método garantiu a solidez e a estabilidade da construtora ao longo do seu processo de crescimento, além da manutenção do foco. Tudo o mais decorreu da observação firme desse propósito e desse método.


A ética nos negócios e na relação com os nossos públicos internos e externos foi um resultado natural da adoção dessas disposições. Passamos a contar, em dimensões progressivamente maiores ao longo do tempo, com um grupo coeso de colaboradores e fornecedores, entusiasmados com os nossos desafios e com os nossos métodos de busca das soluções, todos compartilhando os princípios básicos da construtora e transformando-se em parceiros internos na busca dos mesmos objetivos gerais. Atualmente, temos um conjunto de cerca de 300 colaboradores engajados na função de multiplicadores dos valores da MRV, constituindo o chamado "núcleo duro" do processo de disseminação dos nossos métodos e princípios. Além disso, o modelo de gestão implantado há mais de 18 anos inclui, também, a cultura do "partnership",em que os executivos e colaboradores da MRV passaram a ser acionistas da construtora, e nessa condição, comprometidos com o êxito e com os objetivos gerais da companhia.


Embora quase óbvio, eu não poderia concluir essa referência comemorativa sem mencionar o detalhe de que esse mesmo projeto coletivo e compartilhado por todos é a raiz de muitos dos aspectos que nos distinguem favoravelmente do cenário atual, especialmente no que concerne à busca continuada de melhoria dos métodos de produção e da qualidade final dos produtos que a construtora oferece a seus clientes. Afinal, faz parte do propósito básico a expansão sustentável da construtora em outro período de 35 anos e em quantos mais forem possíveis no futuro. Esse é o conceito contido na idéia de empreendimento permanente.

  • COMPARTILHE:

8 comentários para "MRV Completa 35 Anos"

Francisco helder
Francisco helder disse: 02 outubro 2014
Parabéns a essa empresa que forjou nos seus alicerces , a ética e o espirito empreendedor; raramente compatíveis. e focando a visão utilitarista como ferramenta social!!
Renato M Guimaraes
Renato M Guimaraes disse: 02 outubro 2014
Parabéns pela sua história e sucesso! Sou um grande admirador de seu trabalho.
Tenho convicção de que a Intermediação ainda irá prestar serviços para a MRV.

Abçs.
Paulo Roberto Ferreira Soares
Paulo Roberto Ferreira Soares disse: 06 outubro 2014
Caro Rubens Menin,

Apesar de ter convivido por pouco tempo com a família MRV, deu para perceber e reconhecer o Vosso esforço no sentido de crescer, sem perder os valores éticos e o rumo da sustentabilidade.

Parabéns a Você, Rafael e toda a família MRV! São 35 anos de sucesso, e certamente virão outros tantos!

Se uma dia enveredarem pela Construção Pesada, podem contar comigo.

Grande Abraço,
Paulo Soares.
andres mendez
andres mendez disse: 15 outubro 2014
Parabéns pelo sucesso pessoal e da MRV, sou um admirador da sua empresa, pela liderança e pelos princípios empresariais, conheci muitos executivos da MRV e sei dos valores que essa empresa agrega na formação profissional de todos eles
Eu também compartilho muitas das suas colocações na área de Gestão e planejamento e quem sabe no futuro podemos ser parceiros em novos negócios sempre sustentáveis.
Mais uma vez e um honor poder manifestar minha opinião na sua presença e poder seguir muitos exemplos que plantou para o bem do mercado Brasileiro
Espero sinceramente poder servir as necessidades da MRV na industrialização da construção
Abraços
Andres p mendez
Andres P Mendez
Andres P Mendez disse: 15 outubro 2014
Parabéns pelo sucesso pessoal e da MRV, sou um admirador da sua empresa, pela liderança e pelos princípios empresariais, conheci muitos executivos da MRV e sei dos valores que essa empresa agrega na formação profissional de todos eles
Eu também compartilho muitas das suas colocações na área de Gestão e planejamento e quem sabe no futuro podemos ser parceiros em novos negócios sempre sustentáveis.
Mais uma vez e um honor poder manifestar minha opinião na sua presença e poder seguir muitos exemplos que plantou para o bem do mercado Brasileiro
Espero sinceramente poder servir as necessidades da MRV na industrialização da construção
Abraços
Andres p mendez
Luciana C. Mascaro Ferreira
Luciana C. Mascaro Ferreira disse: 29 outubro 2014
Boa tarde a todos
E´por isso que a MRV sempre se supera, sou recente neste ramo e na equipe MRV, passei a admirar tambem os pontos de vistas de direcionar e analisar do Sr Runbens...
Tudo isso concordo plenamente, pois tambem sempre olhei um pouco desta forma, e para atravessar as fases dificeis e de crises que as vezes vivemos, procuro um plus, em achar saidas e formas para nunca sair do foco, sendo assim minimizando as dificuldades para atingir o resultado final ($uceS$o).

"Trabalho e persistencia sempre!!! acompanhada da inovação"

Boa $orte a equipe MRV$...

Abs,
Luciana
Alisson Pais
Alisson Pais disse: 04 dezembro 2014
Boa noite

Sou corretor de imoveis e tenho área para a MRV em SJCampos-SP

Gostaria de contato


Aguardo
Rubens Menin
Rubens Menin disse: 21 novembro 2013
Agradeço sua participação no blog, Charles.

Deixe uma resposta O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Eficiência na Gestão Pública

Publicado em 30 setembro 2015

7 comentários

O atendimento no sistema público de saúde já vem sendo questionado e criticado pelos brasileiros há muito tempo. De fato, ao contrário de muitas outras nações (inclusive algumas tidas como desenvolvidas) optamos, aqui, por um sistema básico de saúde, de natureza pública, para assistência gratuita e universal. Foi uma decisão política nacional que vem se consolidando ao longo do tempo, criando expectativas de direitos e, por isso mesmo, alimentando as justas queixas pelas deficiências...
Leia mais »

A importância do Capital Cívico para uma nação

Publicado em 25 agosto 2015

14 comentários

No item anterior deste blog mencionei o livro de Alain Peyrefitte, publicado no Brasil com o título "A Sociedade de Confiança", É uma esplêndida obra de referência. Nela, o intelectual francês e homem de larga experiência política (onze vezes ministro de Estado) apresentou dados copiosos para embasar a suas convicções de como teriam ocorrido o desenvolvimento europeu e a estruturação das sociedades naquele continente. No conjunto, ressalta a proeminência da "confiança", ingrediente essencial...
Leia mais »

Filantropia

Publicado em 11 agosto 2015

3 comentários

Muito já se especulou e se disse sobre a influência das raízes culturais (incluindo valores, princípios e circunstâncias) sobre as atitudes e comportamentos característicos dos diversos povos e sociedades. Não pretendo aventurar-me nesses meandros sociológicos e filosóficos, tanto porque muitos ainda comportam preferências e controvérsias, como também e principalmente pelo fato de que pretendo abordar, no espaço restrito deste tópico, apenas os hábitos nacionais relacionados com a filantropia,...
Leia mais »

A Falta de Engenheiros no Brasil

Publicado em 24 junho 2015

1 comentários

Na série "A Engenharia e Seu Ensino – (1) a (5)" que desenvolvi neste mesmo blog entre fevereiro e março de 2013, complementada ao final daquele ano pelo tópico "Mais Engenharia e Mais Engenheiros", examinei detalhadamente a carência brasileira por esse tipo de profissional e as características especiais do ensino nacional nesse particular. Cerca de dois anos depois é inevitável que eu volte ao assunto, atualizando idéias e agregando aspectos especiais do momento atual. Ainda faltam...
Leia mais »

Capacidade de Gestão

Publicado em 07 maio 2015

6 comentários

Desta vez, começo este tópico com um depoimento pessoal, mas que pode ser de grande utilidade para introduzir as questões que pretendo enfatizar aqui. Estive recentemente com um grande investidor estrangeiro, que havia acreditado no Brasil e investido aqui quantidades significativas de capital. Esse investidor estrangeiro perdeu, no período mais recente, com as dificuldades enfrentadas pela economia nacional, volumes financeiros razoáveis e estava justamente consolidando as suas estratégias...
Leia mais »