Números da MRV

Publicado em 01 julho 2014

9 comentários

Tenho utilizado este espaço para relatar, periodicamente, os avanços alcançados pela nossa Construtora ou para compartilhar a alegria com o sucesso de algumas metas e diretrizes estratégicas. Considero ser esta, uma obrigação indeclinável, não só diante dos nossos fornecedores, parceiros, acionistas e colaboradores, como também, e principalmente, frente aos nossos clientes e às comunidades onde atuamos – públicos que já se acostumaram com o nosso padrão de comunicação e transparência. Como engenheiro, tenho o hábito de expressar fatos através de números e de comparar situações pelas respectivas medidas ou quantidades, para facilitar a o entendimento das coisas por parte de todos. É o estilo que tenho adotado nos comunicados que faço neste blog e que utilizarei também desta vez.


A MRV Engenharia conquistou, pela terceira vez, no ano passado, a primeira colocação no Ranking ITC – As 100 maiores da construção, na categoria "Recordista". Esse prêmio é dado à construtora com a maior quantidade de área construída (expressa em metros quadrados) em cada ano. Os nossos recordes sucessivos nesse campo já se incorporaram à imagem da Construtora e a nossa marca passou a ser reconhecida em todo o país como símbolo de imóvel econômico de qualidade e de melhor opção para o investimento das famílias. Afinal, após quase 35 anos de atuação exitosa, já garantimos a casa própria de mais de 230 mil clientes, o que faz com que um em cada 300 brasileiros more, atualmente, em casa ou apartamento construído pela MRV.


No tópico "Mais de 100 Mil Unidades em Construção", publicado em março do ano passado, já tinha tido oportunidade de destacar a notável marca de termos em construção, simultaneamente, 104 mil unidades residenciais em mais de uma centena de municípios localizados em 19 estados e no Distrito Federal, destacando a comparação de que: "esse impressionante volume de obras corresponderia à edificação de uma cidade inteira com capacidade para abrigar mais de 300 mil habitantes, ou seja, maior do que Petrópolis, Taubaté ou Governador Valadares". Na mesma ocasião, fiz questão de comparar também: "... no exercício de 2012 a Construtora aplicou 1.533.972,44 m3 de concreto (o equivalente ao necessário para a construção de 19 estádios do Maracanã); 47.902,83 km de fios e cabos (comprimento equivalente a 1,2 volta na Terra pelo Equador); 55.582,07 toneladas de aço (quantidade suficiente para a construção de seis estruturas iguais à Torre Eiffel); e 5.281.767 litros de tinta arquitetônica (volume pouco inferior à metade do consumo anual da Bolívia)".  Desde a fundação da nossa Construtora esses números, se acumulados, alcançariam valores cerca de quatro vezes maiores do que os recordes de 2012. A aceleração progressiva no volume anual de obras pôde ser alcançada pela aplicação de tecnologia moderna, pela substituição de métodos e processos e pelo uso das técnicas de planejamento integrado. No tópico "Mecanização na Construção Civil (2)", publicado em setembro de 2012, já tinha tido oportunidade de destacar: "No último exercício, nossa construtora investiu cerca de R$ 120 milhões somente em locação de equipamentos de mecanização ou automação".


Paralelamente, não descuidamos da importantíssima tarefa de tornar sustentavelmente perene a atuação da nossa Construtora, conforme eu já tinha tido, também, a oportunidade de destacar nos tópicos: "Responsabilidade Socioambiental", publicado em outubro de 2012, e "O Meio Ambiente é Prioridade", divulgado no mês subseqüente. Nessas ocasiões, pude enfatizar as ações da MRV que alcançam mais diretamente a qualidade de vida das comunidades onde se situam os nossos empreendimentos, mostrando, em particular, os programas dedicados à educação infantil, à revitalização de praças e parques, à implantação de equipamentos especiais, incluindo construção ou modernização de vias, de creches, de escolas e o plantio de árvores conforme um programa com metas e diretrizes próprias. Aliás, em relação a esse último, quero registrar a informação atualizada de que já fora plantadas mais de 340 mil árvores desde que passou a ser estabelecida uma meta anual para as atividades do mencionado programa. Ao mesmo tempo, vale relembrar, também, que nos últimos três anos foram investidos mais de R$ 294 milhões na urbanização e na melhoria das áreas de entorno dos nossos empreendimentos (vias, praças, estações de tratamento de água e de esgoto, escolas, creches, postos de saúde, etc.).


Para concluir esta abordagem atualizada dos números da MRV, gostaria de reproduzir os seguintes excertos: "A simples existência da empresa e do volume de edificações atingido neste estágio já garante, também, a geração de mais de 30 mil empregos diretos... e o recolhimento de impostos em montante superior a R$ 280 milhões por ano (quantia equivalente a 2,9 milhões de benefícios mensais médios do Programa Bolsa Família)".


  • COMPARTILHE:

9 comentários para "Números da MRV"

Charles Alvim
Charles Alvim disse: 01 julho 2014
Parabéns pelo conjunto da obra, ou melhor dizendo "das obras".
Valter Silva
Valter Silva disse: 01 julho 2014
Realizar sonhos de milhares de famílias de forma sustentável.

Compromisso com os municípios aliados a responsabilidade social.

Conheço de perto, e posso afirmar: "exemplo de empreendedorismo".

Parabéns MRV pelos 34 anos.
imobicar
imobicar disse: 10 julho 2014
Parabens!!!

equipe imobicar
Thiago
Thiago disse: 10 julho 2014
Parabens!!!

equipe imobicar
Paulinho Saggiorato
Paulinho Saggiorato disse: 17 julho 2014
Quem,como eu, trabalha na equipe de venda MRV, conhecer esses números e compartilha-los com os clientes é motivo de muito orgulho.
Os números só confirmam a grandeza da empresa e do seu papel econômico e social no Brasil.

Equipe Vaz Filho Araraquara
imobicar
imobicar disse: 05 agosto 2014
Ótima materia!!!
Thiago
Thiago disse: 05 agosto 2014
Ótima materia!!!
Fabiana
Fabiana disse: 19 outubro 2016
Números como estes encorajam os Empresários brasileiros mostrando que trabalho e planejamento trazem resultados positivos.
Parabéns
Fabiana Nascimento
Mádrage Tecnologia

Deixe uma resposta O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Renda Per Capita Líquida

Publicado em 08 março 2017

O IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – órgão vinculado ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão – acaba de divulgar os resultados principais das contas nacionais do exercício de 2016, quais sejam, o PIB – Produto Nacional Bruto e seus derivados diretos. O PIB, na realidade, corresponde à soma de todas as riquezas produzidas dentro do território nacional (desconsiderados os recebimentos recebidos do e as remessas enviadas para o exterior). Essa variável inclui...
Leia mais »

2017 vem aí!

Publicado em 29 dezembro 2016

3 comentários

É fácil aferir o sentimento dos brasileiros acerca do ano que está terminando. À medida que se aproxima o dia da virada de exercício, as manifestações, íntimas ou públicas, da grande maioria dos nossos patrícios só variam na forma ou no adjetivo de qualificação, mas, em geral, quase todas convergem para uma constatação fortemente depreciativa: vai-se embora um ano que não deixa saudades! De fato, foi um ano em que vivemos turbulências políticas e desastres econômicos sucessivos, que acabaram...
Leia mais »

Excesso de Justiça Não é Coisa Boa

Publicado em 31 agosto 2016

1 comentários

Existe uma enorme diferença entre uma sociedade estruturada com base em relações justas entre os cidadãos, com a observância geral dos direitos e sem a prepotência imposta pelos mais fortes, e outra em que os mecanismos de Estado utilizados para garantir essas mesmas relações justas e isonômicas são excessivamente exigidos, apresentam-se permanentemente congestionados e funcionam com intensidade além das expectativas razoáveis. Na primeira hipótese, temos uma situação equilibrada e saudável,...
Leia mais »

Juros Altos: Como Enfrentar Esse Inimigo

Publicado em 25 maio 2016

Antes de 1994, quando a URV (Unidade Real de Valor) foi substituída definitivamente pelo Real (a nova moeda que circula até hoje), a inflação era, de longe, o maior inimigo dos brasileiros e de nossa economia. De fato, àquela altura (junho de 1994), a inflação mensal era de 47,43% e a inflação anual alcançava o inacreditável patamar de 4.922%. Ou seja, o preço de todos os bens ou serviços subia quase 50% em um único mês, entre dois recebimentos consecutivos do mesmo salário!  Essa balbúrdia...
Leia mais »

Mazelas da Indústria

Publicado em 13 abril 2016

2 comentários

Os diversos fatores (internos e externos) que concorreram para debilitar a economia brasileira no momento atual combinam-se de maneira diferenciada em sua ação deletéria pelos diversos setores e segmentos. Por isso, algumas atividades acusaram mais rapidamente os seus efeitos. Também por isso, outros segmentos foram afetados mais fortemente. No presente tópico, quero destacar especificamente o comportamento do setor industrial nessa época de crise e alinhavar algumas das características...
Leia mais »