Seu Apartamento Ideal - Acabamento

Publicado em 24 outubro 2013

13 comentários

Depois da localização e do tamanho, vou tratar, nesta série, da questão do acabamento, que também representa um fator importantíssimo para as escolhas que os potenciais compradores devem fazer na hora da aquisição do apartamento. Esse item, dependendo da escolha, pode transformar uma boa compra em um negócio ruim, de imediato ou no futuro.


Em geral, as construtoras e incorporadoras costumam deixar a escolha de alguns itens de acabamento para os respectivos compradores, sugerindo algumas opções. É uma forma de atender a manifesta vontade que a maioria dos compradores têm, de personalizar a sua futura moradia. Mas, essa personalização (que na moderna linguagem de vendas costuma ser tratada como "customização") deve ser feita com muito critério e bom-senso. Como regra geral, também, as sugestões das construtoras sempre são as melhores opções. Isso por vários motivos, que vou elencar resumidamente.


As construtoras compram grandes quantidades dos materiais e elementos de acabamento para as opções que sugerem e, com isso, costumam obter preços mais vantajosos do que os oferecidos pelas lojas especializadas para os compradores individuais. As opções sugeridas ajustam-se mais adequadamente ao padrão arquitetônico dos prédios. Essa é uma observação importante porque, a escolha de materiais muito distintos do padrão geral do edifício, além de encarecer a compra (alguns pisos, por exemplo, podem chegar até a R$ 500,00 o metro quadrado), não aumenta, na mesma medida, o valor patrimonial dos respectivos imóveis. Ou seja, a relação custo x benefício de uma escolha dessas passa a ser tanto pior quanto maior for a diferença do material escolhido para o padrão geral do edifício. Finalmente, outra observação igualmente importante: muitas vezes, o preço mais elevado de determinado material ou escolha decorre da sua maior beleza aparente, sem que, necessariamente, essa opção signifique melhor funcionalidade ou qualidade superior. O ideal é que o comprador examine o seu leque de opções em apartamento decorado (disponível na maior parte dos grandes lançamentos) ou em outro imóvel de características semelhantes construído pela mesma incorporadora.


Mas, existem algumas regrinhas especiais que sempre devem ser observadas: 1) O material usado no revestimento externo deve ser durável e de fácil manutenção, para evitar o envelhecimento precoce do prédio e a consequente desvalorização do imóvel; 2) alguns itens de acabamento (pisos, azulejos, materiais hidráulicos e assemelhados) devem ser escolhidos muito mais pela sua qualidade e funcionalidade do que por sua beleza aparente, já que são a classe que mais rapidamente se desgasta com o tempo, abreviando o envelhecimento da moradia, aumentando o custo de manutenção e reduzindo o valor patrimonial do próprio imóvel; 3) Os materiais usados na pavimentação das áreas comuns devem ser de qualidade superior, para resistirem, com durabilidade, ao fluxo continuado de pessoas e veículos, conforme a situação; 4) As instalações elétricas devem ser executadas com materiais de boa qualidade e serem projetadas com folga suficiente para comportarem aumento de carga, já que existe uma tendência comprovada ao uso cada vez maior de eletrodomésticos e outros aparelhos que demandam energia.


Resumindo essa pequena abordagem, acho que os potenciais compradores deveriam considerar as opções de acabamento de forma compatível com o padrão do imóvel que estão escolhendo, não gastando nas modificações valores que deixarão de ser recuperados numa eventual revenda do imóvel e nem economizando despropositadamente nos itens essenciais que exigem qualidade, durabilidade, funcionalidade e baixo custo de manutenção.

  • COMPARTILHE:

13 comentários para "Seu Apartamento Ideal - Acabamento"

AP903 · Mario Martins
AP903 · Mario Martins disse: 24 outubro 2013
Olá Rubens, como vai? Eu acho que hoje muitos empreendimentos estão pecando no acabamento, quando poderiam achar alternativas a custo mais baixo que trabalhassem melhor o design neste quesito. São tantas alternativas que vemos serem trabalhadas no exterior e que estão convergindo em uma tendência de nós clientes recebermos nossos imóveis e nós mesmos acabarmos customizando eles.\n\nAs construtoras poderiam pelo menos oficializar isso baixando mais os preços e dando a opção de receber um imóvel mais "pelado" para deixar com a cara do cliente, feito por ele próprio, não é mesmo?\n\nRecebi o meu imóvel, de uma construtora aqui em Alagoas, que não vou revelar o nome, mas não foi a MRV e o revestimento do piso veio com várias pedras em tons diferentes e muitas coisas óbvias que deveriam ter sido cuidadas, mas não foram.\n\nAbraços e visita meu blog de decoração e projetos "faça-você-mesmo".
ADRIANA
ADRIANA disse: 25 outubro 2013
Sr. Rubens,
ME EXPLICA A CONDIÇÃO DA MRV USAR ISOPOR NOS ACABAMENTOS DAS FACHADAS DOS PRÉDIOS, MUROS E DEMAIS?
adriana nogueira mahalem
adriana nogueira mahalem disse: 25 outubro 2013
Sr. Rubens,
ME EXPLICA A CONDIÇÃO DA MRV USAR ISOPOR NOS ACABAMENTOS DAS FACHADAS DOS PRÉDIOS, MUROS E DEMAIS?
Paulo
Paulo disse: 29 outubro 2013
Quero a principio parabenizá-lo pelo o blog, muito bem explicado e rico em dicas fundamentais para quem vai comprar seu primeiro imóvel.\nÉ sempre bom procurar uma boa consultoria com pessoas que realmente sabem o que estão falando. Acabei de comprar um imóvel no Lourdes em BH , e fiz questão de pesquisar tudo que foi sugerido no blog.\nObrigada novamente, muito sucesso.\nPedro Paulo
Jandira Domingo
Jandira Domingo disse: 11 novembro 2013
me passa oemail devcs p entrar em contato , como funciona?
Priscila
Priscila disse: 21 fevereiro 2014
Essa opção de customização do apartamento de acordo com o cliente antes da entrega do imóvel eu não conhecia, é vantajoso se não houver extravagancias...gostei, sem falar que personalizar por si próprio exige muito mais gastos do que já feito antes.
Priscila - Imóveis Guarulhos
Priscila - Imóveis Guarulhos disse: 21 fevereiro 2014
Essa opção de customização do apartamento de acordo com o cliente antes da entrega do imóvel eu não conhecia, é vantajoso se não houver extravagancias...gostei, sem falar que personalizar por si próprio exige muito mais gastos do que já feito antes.
Priscila - Imóveis João Pessoa
Priscila - Imóveis João Pessoa disse: 21 fevereiro 2014
Essa opção de customização do apartamento de acordo com o cliente antes da entrega do imóvel eu não conhecia, é vantajoso se não houver extravagancias...gostei, sem falar que personalizar por si próprio exige muito mais gastos do que já feito antes.
Priscila - Imóveis Maceió
Priscila - Imóveis Maceió disse: 21 fevereiro 2014
Essa opção de customização do apartamento de acordo com o cliente antes da entrega do imóvel eu não conhecia, é vantajoso se não houver extravagancias...gostei, sem falar que personalizar por si próprio exige muito mais gastos do que já feito antes.
Priscila - Imóveis Pontal do Paraná
Priscila - Imóveis Pontal do Paraná disse: 21 fevereiro 2014
Essa opção de customização do apartamento de acordo com o cliente antes da entrega do imóvel eu não conhecia, é vantajoso se não houver extravagancias...gostei, sem falar que personalizar por si próprio exige muito mais gastos do que já feito antes.
Priscila - Imóveis Vitória
Priscila - Imóveis Vitória disse: 21 fevereiro 2014
Essa opção de customização do apartamento de acordo com o cliente antes da entrega do imóvel eu não conhecia, é vantajoso se não houver extravagancias...gostei, sem falar que personalizar por si próprio exige muito mais gastos do que já feito antes.

Deixe uma resposta O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Melhoria nas Cidades

Publicado em 07 julho 2015

11 comentários

A nossa Construtora, MRV Engenharia, construiu e entregou a moradia de 260 mil famílias, desde a sua fundação, há 35 anos. Considerando que o tamanho familiar médio dos nossos clientes é de aproximadamente três pessoas por família, podemos garantir, com orgulho, que um a cada 250 brasileiros mora em um imóvel construído pela MRV. Mas, como perseguimos, obstinadamente, o objetivo de nos constituirmos em uma empresa perene e sustentável, fizemos mais do que simplesmente entregar moradias bem...
Leia mais »

Porque a Construção continua desempregando

Publicado em 31 março 2015

7 comentários

De acordo com o CAGED – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, nos últimos cinco meses com dados já disponíveis (outubro de 2014 a fevereiro de 2015), o Setor da Construção Civil registrou um saldo negativo de 250 mil postos de trabalho. Em outros termos, nesse período e em todo o país as demissões excederam as admissões em cerca de 10% da força de trabalho contratada anteriormente. É o maior índice de desemprego entre todos os setores da...
Leia mais »

2014, um ano vitorioso

Publicado em 23 dezembro 2014

7 comentários

Tenho feito, a cada final de ano, uma avaliação resumida sobre o desempenho da nossa Construtora (MRV Engenharia) durante o exercício. Procuro, nessas ocasiões, dividir com os nossos clientes, acionistas, colaboradores, fornecedores e parceiros, informações sobre os eventuais sucessos e fracassos, preocupações e alegrias, previsões e realizações, usando, sempre que possível, uma linguagem de simples compreensão e imagens comparativas. Vou manter a tradição, mais uma vez.Apesar das dificuldades...
Leia mais »

Um setor em constante mudança

Publicado em 18 novembro 2014

2 comentários

18/11: A evolução tecnológica nem sempre tem sido bem compreendida, principalmente entre nós. É muito repetida a queixa de que a rápida automação de processos, a mecanização de tarefas e o uso intensivo dos recursos de informática estariam engolindo postos de trabalho ou comprometendo a empregabilidade. Essa é uma visão imprecisa de quem não enxerga o verdadeiro alcance do progresso e seu impacto positivo na renda e na qualidade de vida de todas as pessoas. Na prática, qualquer país, setor...
Leia mais »

Cidades Médias

Publicado em 11 novembro 2014

6 comentários

A nossa Construtora, MRV Engenharia, vem concentrando parcelas cada vez maiores de suas atividades nas assim chamadas "Cidades de Porte Médio" ou, simplesmente "Cidades Médias". O acompanhamento local e direto desse processo, iniciado há cerca de duas décadas, acabou por favorecer-me com uma visão privilegiada acerca da natureza, intensidade, continuidade no tempo, abrangência territorial e demais características do movimento natural que alcançou a maioria dos municípios com essa tipificação....
Leia mais »