Uma Parceria de Esperança

Publicado em 10 setembro 2013

Já mencionei diversas vezes neste blog a minha convicção de que as empresas bem-sucedidas têm responsabilidades e obrigações diante da sociedade e do ambiente que lhes proporcionaram o êxito e o sucesso. E uma parte importante desses compromissos está consubstanciada na obrigação, que cada empresa tem, de contribuir para a efetiva melhoria da qualidade de vida e da perspectiva de ascensão social ou de progresso humano das comunidades mais diretamente envolvidas com as respectivas atividades ou daquelas que lhe são mais próximas. O nosso grupo empresarial tem perfeita consciência disso, há muito tempo, e vem apoiando, em escala significativa, importantes iniciativas e atividades que buscam esses mesmos objetivos. Já registrei neste espaço, no tópico "Cidade dos Meninos: Um Projeto de Deus", um exemplo de iniciativa benemérita que vêm contando com o nosso entusiasmado apoio.


As boas causas são muitas e não faltam iniciativas carentes de apoio ou patrocínio. A dificuldade é identificar, entre todas elas, as que estão estruturadas para alcançarem bons resultados e níveis superiores de eficácia no aproveitamento dos patrocínios e na busca dos objetivos pretendidos. E que, além da boa performance, apresentem garantias de seriedade, de probidade na gestão e de idoneidade nos princípios. Selecionar, criteriosamente, esses patrocínios e parcerias faz parte do desafio e, até mesmo, do próprio compromisso empresarial que está na origem desse esforço. Assim, quando surge uma oportunidade reconhecidamente meritória, o apoio precisa ser dado. E a parceria merece ser festejada.


É o caso do termo de parceria que firmamos no dia cinco deste mês, com o Espaço Criança Esperança de Belo Horizonte (ECE-BH), projeto que já demonstrou, em seus dez anos de existência, resultados extraordinariamente bons em seus objetivos e métodos. Iniciativa original da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), em parceria com a TV Globo, com a PUC Minas (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais) e com a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, o ECE-BH abriga um projeto educacional para crianças e adolescentes (de 6 a 18 anos), complementado por assistência familiar, de saúde e de lazer, incluindo, além da formação principal, o treinamento profissional em mais de duas dezenas de oficinas específicas, as atividades lúdicas e esportivas. Toda essa valiosa assistência já alcançou mais de seis mil jovens e vem sendo desenvolvida na sede da instituição, localizada ma Rua Desembargador Mário Matos, no Aglomerado da Serra, região especialmente carente e fragilizada da cidade de Belo Horizonte.


O termo de parceria que a MRV firmou desta vez, juntamente com outras instituições "amigas do ECE-BH" (CODEME Engenharia S.A. e SICEPOT - Sindicato da Indústria da Construção Pesada em Minas Gerais) tem por objetivo garantir o apoio financeiro necessário à construção de uma nova sede para o ECE-BH, segundo um avançado e moderno projeto arquitetônico desenvolvido pelo Escritório Anastasia Arquitetos. Esse novo prédio, que será edificado no mesmo local da sede atual e que deverá estar concluído em 2014, contará com quase dois mil metros quadrados de área construída, disposta em cinco pavimentos, que abrigarão, entre outros espaços específicos, oficinas de dança, de música, de artes e de cultura digital, e salas para educação técnica, para atendimento psicossocial, além de biblioteca, auditório, quadras esportivas e piscina.


Colaborar com a viabilização de uma infraestrutura educacional dessa natureza já seria, por si só, motivo de muito entusiasmo. No entanto, temos uma motivação ainda maior: estou particularmente convencido de que o nosso desenvolvimento como nação depende, antes de tudo, da formação dos jovens segundo padrões elevados de educação, de ética e de comportamento socialmente ajustado. Tudo o que o ECE-BH se propõe a oferecer.

  • COMPARTILHE:

Deixe uma resposta O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

O que é uma empresa sustentável?

Publicado em 23 julho 2015

5 comentários

Embora "sustentabilidade" tenha se transformado na palavra da moda – e talvez por isso mesmo –, há uma grande confusão sobre esse conceito. A maior parte das pessoas acha que uma empresa é dita sustentável quando adota parques e praças e cuida do "verde" ou, no máximo, quando ela obedece as normas ambientais ou desenvolve posturas ecologicamente corretas. Claro que respeitar o meio ambiente e cuidar dele é uma atitude importantíssima e representa um requisito mínimo para se alcançar a...
Leia mais »

O envelhecimento das nações e a previdência

Publicado em 18 junho 2014

9 comentários

A população mundial está envelhecendo rapidamente. Os especialistas em demografia calculam, agora, que o planeta não deverá ultrapassar mais o contingente populacional de 10 bilhões de habitantes e que a sua população total passará a diminuir dentro de poucas décadas. Isso ocorre, basicamente, pela diminuição generalizada da taxa de fecundidade (n° de filhos por mulher) e pelo aumento da longevidade média decorrente das melhorias alimentares e de saúde (número de anos da expectativa de vida ao...
Leia mais »

Filantropia e Legado entre Gerações

Publicado em 19 setembro 2013

1 comentários

A sociedade norte-americana é singular em sua forma de entender a educação e de tratar as instituições que se dedicam à importantíssima tarefa de preparar e formar a população daquele país. Há, entre os hábitos, costumes e regras vigentes nos EUA, pelo menos três que são emblemáticos, conforme resumirei a seguir:1) Os norte-americanos aceitam como obrigação natural dos cidadãos residentes em cada comunidade (bairro, cidade, condado, etc.) o custeio das escolas públicas de nível básico, pago na...
Leia mais »

Licenciamento Ambiental Desvirtuado

Publicado em 08 agosto 2013

2 comentários

Temos uma tendência natural para ir, pouco a pouco, complicando as coisas, burocratizando os processos, transformando procedimentos simples em rituais absurdamente complexos e demorados, criando empecilhos, taxas e custos extras e envolvendo equipes cada vez mais numerosas, caras e dedicadas a defender, em primeiro lugar, os seus próprios interesses corporativos e benefícios funcionais. Essa característica não é exclusiva de um setor ou de um ramo de atividade, sendo antes, uma tendência...
Leia mais »

Gestão Integrada das Regiões Metropolitanas

Publicado em 01 agosto 2013

2 comentários

Tenho mencionado com alguma frequência, tanto em textos mais recentes como em tópicos publicados há mais tempo neste blog, os efeitos da nossa elevadíssima taxa de urbanização, responsável por aglomerar nas cidades, quase 85% da população nacional. Analisei, com o detalhamento possível neste espaço, alguns impactos desse processo de intensa urbanização no mercado imobiliário, na organização do território e na desatualização precoce da infraestrutura das cidades. Todavia, quero acrescentar,...
Leia mais »