Construção Hoje, Benefício Futuro

Publicado em 21 março 2013

3 comentários

Já fiz, neste blog, muitas referências ao Programa "Minha Casa, Minha Vida", lançado em 2009, pelo governo federal, como a mais importante iniciativa já ativada no país, na busca de solução para o nosso escandaloso déficit habitacional (estimado em quase oito milhões de moradias). Essas referências, como de resto quase todo o noticiário da imprensa, focaram, todavia, as principais características do Programa como um empreendimento, como uma diretriz política ou como um desafio da Engenharia. De fato, essas são características muito importantes, especialmente quando se considera o porte dos investimentos e o seu alcance social: na primeira fase do Programa, um milhão de famílias conseguiu adquirir a sua casa própria e a meta estabelecida pelo governo, para a segunda fase, é a de dobrar esse número até o final de 2014. Além disso, costuma ser destacada, também, outra característica importante: para as famílias com renda total de até 10 salários mínimos, o Programa representou o mecanismo capaz de garantir a compra de um primeiro imóvel. São aspectos muito relevantes, mas, quero abordar no presente tópico, outra característica do "Minha Casa, Minha Vida", que lhe amplia consideravelmente o alcance e que, apesar disso, vem sendo muito pouco enfatizada no noticiário e nas análises.


A nossa construtora tem participado ativamente do Programa, com o lançamento de um elevado número de empreendimentos elegíveis para o "Minha Casa, Minha Vida". Esse fato ofereceu-me uma perspectiva mais ampla de análise. As obras da MRV, enquadradas no Programa, são construídas em bairros bem localizados, com acesso por vias pavimentadas e dotadas de completa infraestrutura de saneamento básico (água, esgoto e coleta de lixo). Além disso, a sua concepção na forma de condomínios fechados garante aos moradores condições especiais de segurança e qualidade de vida. Esse é o ponto que eu pretendia enfatizar. Não se trata apenas de uma boa solução habitacional. Trata-se, sobretudo, de um ambiente seguro e saudável em que um número elevado de famílias passará a viver e onde criará seus filhos sem os riscos das vizinhanças inconvenientes e de ameaças ou influências perigosas. Esse é um efeito que se prolonga no tempo e que, certamente, fará toda a diferença no futuro de um grande contingente de cidadãos. A antevisão desse extraordinário benefício futuro, que pode ser ampliado e estendido tanto quanto o próprio Programa, acabou fazendo com que se consolidasse o meu entusiasmo pessoal pela nossa participação significativa nas atividades do "Minha  Casa, Minha Vida". Estamos deixando numerosas sementes para um país melhor.

  • COMPARTILHE:

3 comentários para "Construção Hoje, Benefício Futuro"

Jeffney Soares
Jeffney Soares disse: 21 março 2013
Vale ressaltar que, mesmo dentro do Programa Minha Casa Minha Vida, nossos empreendimentos seguem um padrão de qualidade elevado com áreas de lazer, paisagismo exuberante, segurança e uma arquitetura arrojada e moderna. O capricho e a dedicação na elaboração dos projetos é o mesmo!
manoel pinheiro
manoel pinheiro disse: 23 março 2013
quero saber o preço
beneditoramilo
beneditoramilo disse: 23 março 2013
bomdia.qual.aspacela.dacasa.meno.nosocombina.nacasa

Deixe uma resposta O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

O que é uma empresa sustentável?

Publicado em 23 julho 2015

5 comentários

Embora "sustentabilidade" tenha se transformado na palavra da moda – e talvez por isso mesmo –, há uma grande confusão sobre esse conceito. A maior parte das pessoas acha que uma empresa é dita sustentável quando adota parques e praças e cuida do "verde" ou, no máximo, quando ela obedece as normas ambientais ou desenvolve posturas ecologicamente corretas. Claro que respeitar o meio ambiente e cuidar dele é uma atitude importantíssima e representa um requisito mínimo para se alcançar a...
Leia mais »

O envelhecimento das nações e a previdência

Publicado em 18 junho 2014

9 comentários

A população mundial está envelhecendo rapidamente. Os especialistas em demografia calculam, agora, que o planeta não deverá ultrapassar mais o contingente populacional de 10 bilhões de habitantes e que a sua população total passará a diminuir dentro de poucas décadas. Isso ocorre, basicamente, pela diminuição generalizada da taxa de fecundidade (n° de filhos por mulher) e pelo aumento da longevidade média decorrente das melhorias alimentares e de saúde (número de anos da expectativa de vida ao...
Leia mais »

Filantropia e Legado entre Gerações

Publicado em 19 setembro 2013

1 comentários

A sociedade norte-americana é singular em sua forma de entender a educação e de tratar as instituições que se dedicam à importantíssima tarefa de preparar e formar a população daquele país. Há, entre os hábitos, costumes e regras vigentes nos EUA, pelo menos três que são emblemáticos, conforme resumirei a seguir:1) Os norte-americanos aceitam como obrigação natural dos cidadãos residentes em cada comunidade (bairro, cidade, condado, etc.) o custeio das escolas públicas de nível básico, pago na...
Leia mais »

Uma Parceria de Esperança

Publicado em 10 setembro 2013

Já mencionei diversas vezes neste blog a minha convicção de que as empresas bem-sucedidas têm responsabilidades e obrigações diante da sociedade e do ambiente que lhes proporcionaram o êxito e o sucesso. E uma parte importante desses compromissos está consubstanciada na obrigação, que cada empresa tem, de contribuir para a efetiva melhoria da qualidade de vida e da perspectiva de ascensão social ou de progresso humano das comunidades mais diretamente envolvidas com as respectivas atividades ou...
Leia mais »

Licenciamento Ambiental Desvirtuado

Publicado em 08 agosto 2013

2 comentários

Temos uma tendência natural para ir, pouco a pouco, complicando as coisas, burocratizando os processos, transformando procedimentos simples em rituais absurdamente complexos e demorados, criando empecilhos, taxas e custos extras e envolvendo equipes cada vez mais numerosas, caras e dedicadas a defender, em primeiro lugar, os seus próprios interesses corporativos e benefícios funcionais. Essa característica não é exclusiva de um setor ou de um ramo de atividade, sendo antes, uma tendência...
Leia mais »