O que é uma empresa sustentável?

Publicado em 23 julho 2015

5 comentários

Embora "sustentabilidade" tenha se transformado na palavra da moda – e talvez por isso mesmo –, há uma grande confusão sobre esse conceito. A maior parte das pessoas acha que uma empresa é dita sustentável quando adota parques e praças e cuida do "verde" ou, no máximo, quando ela obedece as normas ambientais ou desenvolve posturas ecologicamente corretas. Claro que respeitar o meio ambiente e cuidar dele é uma atitude importantíssima e representa um requisito mínimo para se alcançar a sustentabilidade. Mas, ser uma empresa sustentável é muito mais do que plantar árvores, cuidar do verde e obedecer normas ambientais. Quero aproveitar o espaço deste blog para aprofundar mais o assunto e esclarecer um pouco desse entendimento equivocado.


Empresa sustentável é aquela concebida, ajustada e gerida para que seja perene, para que colabore com o desenvolvimento da sociedade em que está inserida e para que deixe uma contribuição positiva no progresso da humanidade. Para tanto, os seus empreendimentos não podem esgotar recursos e possibilidades ocasionalmente disponíveis sem que possam ser substituídos ou sucedidos por outros que garantam a continuidade dos objetivos permanentes da empresa, de seus colaboradores, de seus fornecedores, de seus acionistas e da sociedade em geral. Nesse sentido, crescimento sustentável ocorre com as empresas que, além alcançarem todos os objetivos e propósitos mencionados, também conseguem desenvolver-se e ampliar a escala de seus negócios e interesses.


Qualquer empresa concebida e operada para atuar segundo o modelo descrito no parágrafo anterior tem que garantir a consecução dos seguintes objetivos mínimos: 1) Contribuir para a defesa, proteção e melhoria do meio ambiente; 2) Criar um ambiente de trabalho saudável e estimulante para seus colaboradores, garantindo-lhes conforto e segurança e, sobretudo, possibilidades concretas de crescimento profissional e de aperfeiçoamento humano; 3) Utilizar racionalmente os insumos e os recursos naturais ou ambientais, evitando desperdícios, escassez precoce, superexplotação ou extinção futura; 4) Utilizar-se de tecnologias adequadas (as chamadas tecnologias doces) para minimizar os impactos ambientais, para otimizar insumos e recursos e para garantir nível superior de conforto e segurança às pessoas ou comunidades envolvidas; 5) Garantir relações estáveis e justas com os seus fornecedores, estimulando-lhes o desenvolvimento dos respectivos produtos ou serviços e propiciando-lhes segurança negocial; 6) Obter resultados satisfatórios para os acionistas, garantindo-lhes remuneração adequada e o interesse na continuidade da participação nos empreendimentos; 7) Adotar modelos participativos de governança, que priorizem a transparência das ações e a observância estrita dos procedimentos éticos e regulamentares; 8) Planejar a atuação empresarial de forma que o conjunto de seus empreendimentos seja socialmente ajustado e inclusivo; 9) Atuar de acordo com procedimentos que garantam absoluto respeito e atendimento satisfatório a toda a sua clientela, atual e futura, criando canais eficazes de comunicação e de compartilhamento mútuo de objetivos; e 10) Manter um nível elevado de competitividade, de forma a garantir a expansão permanente da empresa e a melhoria na sua posição como agente do desenvolvimento e do progresso das regiões e das sociedades envolvidas.


Nós, da MRV Engenharia, temos esse modelo como propósito geral e nos orgulhamos do grande avanço que já alcançamos nessa direção. Pessoalmente, acredito que boa parte dos bons resultados que vimos alcançando já decorre da adoção dos princípios que abordei resumidamente nesse tópico. Afinal, é com esse sentido mais amplo que entendo o conceito de "empresa sustentável".

  • COMPARTILHE:

5 comentários para "O que é uma empresa sustentável?"

Andres Mendez
Andres Mendez disse: 23 julho 2015
Um enfoque muito positivo do assunto, sustentabilidade como mencionado no blog representa tudo o que está certo
harmonia interna, pessoas satisfeitas com a vida, empresas satisfeitas com sua missão, todos integrados em projetos de progresso e prosperidade
Se todos vemos o mundo como parte do nosso dia aia e fazemos as coisas corretas dentro de casa e dentro da empresa essas atividades são sustentáveis e ajudam no progresso do pais, do grupo e da humanidade
Sustentabilidade é fazer e pensar sempre de modo correto, como parte da nossa presença neste mundo, se a empresa cresce e nos crescemos e o pais cresce isso tem nome SUSTENTABILIDADe
Edmílson - MINISTERIAL
Edmílson - MINISTERIAL disse: 24 julho 2015
Como empresa participante dos processos de melhorias na Área de Segurança do Trabalho hoje estendo meu apoio e participação nestes princípios de sustentabilidade que nos fará ter um mundo melhor.Parabéns MRV , Rubens Menin .Contém comigo . Edmílson / Diretor.
Eliane Saluto
Eliane Saluto disse: 24 julho 2015
Gostei muito do seu post. Parabéns
Lingerie
Lingerie disse: 30 setembro 2015
adorei seu site ,as materias tudo muito bem organizado ,ja estou te seguindo
OPORTUNIDADES NA WEB
OPORTUNIDADES NA WEB disse: 29 novembro 2015
Olá!
Gostei muito destas novidades.
Proporcionam economia e melhor qualidade de vida.

Deixe uma resposta O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

O envelhecimento das nações e a previdência

Publicado em 18 junho 2014

9 comentários

A população mundial está envelhecendo rapidamente. Os especialistas em demografia calculam, agora, que o planeta não deverá ultrapassar mais o contingente populacional de 10 bilhões de habitantes e que a sua população total passará a diminuir dentro de poucas décadas. Isso ocorre, basicamente, pela diminuição generalizada da taxa de fecundidade (n° de filhos por mulher) e pelo aumento da longevidade média decorrente das melhorias alimentares e de saúde (número de anos da expectativa de vida ao...
Leia mais »

Filantropia e Legado entre Gerações

Publicado em 19 setembro 2013

1 comentários

A sociedade norte-americana é singular em sua forma de entender a educação e de tratar as instituições que se dedicam à importantíssima tarefa de preparar e formar a população daquele país. Há, entre os hábitos, costumes e regras vigentes nos EUA, pelo menos três que são emblemáticos, conforme resumirei a seguir:1) Os norte-americanos aceitam como obrigação natural dos cidadãos residentes em cada comunidade (bairro, cidade, condado, etc.) o custeio das escolas públicas de nível básico, pago na...
Leia mais »

Uma Parceria de Esperança

Publicado em 10 setembro 2013

Já mencionei diversas vezes neste blog a minha convicção de que as empresas bem-sucedidas têm responsabilidades e obrigações diante da sociedade e do ambiente que lhes proporcionaram o êxito e o sucesso. E uma parte importante desses compromissos está consubstanciada na obrigação, que cada empresa tem, de contribuir para a efetiva melhoria da qualidade de vida e da perspectiva de ascensão social ou de progresso humano das comunidades mais diretamente envolvidas com as respectivas atividades ou...
Leia mais »

Licenciamento Ambiental Desvirtuado

Publicado em 08 agosto 2013

2 comentários

Temos uma tendência natural para ir, pouco a pouco, complicando as coisas, burocratizando os processos, transformando procedimentos simples em rituais absurdamente complexos e demorados, criando empecilhos, taxas e custos extras e envolvendo equipes cada vez mais numerosas, caras e dedicadas a defender, em primeiro lugar, os seus próprios interesses corporativos e benefícios funcionais. Essa característica não é exclusiva de um setor ou de um ramo de atividade, sendo antes, uma tendência...
Leia mais »

Gestão Integrada das Regiões Metropolitanas

Publicado em 01 agosto 2013

2 comentários

Tenho mencionado com alguma frequência, tanto em textos mais recentes como em tópicos publicados há mais tempo neste blog, os efeitos da nossa elevadíssima taxa de urbanização, responsável por aglomerar nas cidades, quase 85% da população nacional. Analisei, com o detalhamento possível neste espaço, alguns impactos desse processo de intensa urbanização no mercado imobiliário, na organização do território e na desatualização precoce da infraestrutura das cidades. Todavia, quero acrescentar,...
Leia mais »