economia-brasileira

Juros Altos: Como Enfrentar Esse Inimigo

Publicado em 25 maio 2016

Antes de 1994, quando a URV (Unidade Real de Valor) foi substituída definitivamente pelo Real (a nova moeda que circula até hoje), a inflação era, de longe, o maior inimigo dos brasileiros e de nossa economia. De fato, àquela altura (junho de 1994), a inflação mensal era de 47,43% e a inflação anual alcançava o inacreditável patamar de 4.922%. Ou seja, o preço de todos os bens ou serviços subia quase 50% em um único mês, entre dois recebimentos consecutivos do mesmo salário!  Essa balbúrdia...
Leia mais »

O que esperar do governo Temer

Publicado em 12 maio 2016

4 comentários

O Brasil acaba de conceder ao Vice-Presidente Michel Temer a missão dificílima de formar e conduzir um governo de emergência nacional durante o período de até 180 dias em que se processará o julgamento final do processo de impeachment. É possível que esse mandato provisório venha a ser convertido em delegação para a chefia de um governo definitivo, dependendo do resultado final do julgamento da atual mandatária. Mas, neste tópico, pretendo abordar apenas esse primeiro e transitório estágio,...
Leia mais »

O Impacto da Redução na Carga Tributária

Publicado em 28 abril 2015

1 comentários

O quadro de deterioração progressiva da economia brasileira nos últimos anos, que acabou por se materializar na crise atual, inclui três componentes indissociáveis, ainda que sob múltiplos disfarces: juros muito altos, inflação elevada e carga tributária estratosférica. Como um cachorro correndo atrás do próprio rabo, em diferentes instantes o que é causa básica passa a ser visto como remédio inadiável e o ciclo segue adiante em ascensão contínua, com mais inflação, maiores juros e mais...
Leia mais »

Por que o PIB não cresce ?

Publicado em 12 novembro 2012

2 comentários

Em economia, quase nada acontece por acaso. Em geral, colhemos o que plantamos ou, também, deixamos de colher o que não plantamos. Em texto anterior deste blog, abordei a questão do baixo crescimento do PIB nacional nos últimos anos, que comparei a um indicador do mau estado de saúde da nossa economia.Como um crescimento robusto e continuado do PIB é sempre perseguido como meta política e econômica, costuma existir muito otimismo nas previsões governamentais – e, até mesmo, nas de agentes do...
Leia mais »